PSDB pede ao MP que investigue atuação da PF e Abin

O PSDB vai ingressar com um pedido de investigação no Ministério Público Federal (MPF) das atividades da Polícia Federal e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). A solicitação foi motivada pela disputa interna entre os dois órgãos no âmbito da Operação Satiagraha, que resultou na prisão temporária do banqueiro Daniel Dantas. Convencido do que chamou de "comprometimento dos serviços de inteligência do Estado brasileiro na condução de interceptações telefônicas", o partido pretende esclarecer o funcionamento dos serviços do governo ao apontar a "disseminação" de grampos clandestinos. No requerimento que será encaminhado ao MPF, e protocolado na Procuradoria Geral da República, os tucanos dizem ter havido "conduta ilícita" dos agentes públicos na "ação deliberada de proceder a escutas sem autorização legal". O objetivo do partido, explicou o deputado Gustavo Fruet (PR), integrante da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Grampos, é apurar não apenas a confecção dos grampos, mas a disputa interna dos dois órgãos estendidas ao Ministério da Justiça e diretores da PF e da Abin. "É incompreensível se chegar ao grau de deterioração entre esses dois órgãos. Tem que se investigar as contradições entre a PF e a Abin, a busca e apreensão de documentos na agência e o acesso a dados sigilosos", disse o Fruet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.