PSDB paulistano aprova 'anistia' a vereadores que deixaram partido

Proposta para abrir mão de processo foi pedido de José Serra

Bruno Boghossian, do estadão.com.br

25 de abril de 2012 | 20h04

* Corrigido às 21h20

 

A executiva municipal do PSDB de São Paulo aprovou uma proposta de "anistia" aos seis vereadores que deixaram o partido em abril do ano passado. Por 12 votos a 2, a cúpula da sigla decidiu desistir de um processo que havia aberto na Justiça Eleitoral para tentar retomar o mandato dos parlamentares que se filiaram ao PSD, ao PV e ao PSB.

 

A proposta foi apresentada a pedido do pré-candidato do partido à Prefeitura, José Serra. Com a desistência da ação, ele quer fazer um gesto político de aproximação com os partidos - principalmente o PSD e o PV, que estão prestes a fechar uma aliança em torno de sua candidatura.

 

O pedido de Serra foi apresentado ao comando do partido em São Paulo na segunda-feira, 23, mas sua votação foi suspensa pelos aliados do ex-governador. Eles passaram a temer uma derrota depois que um grupo da executiva se manifestou contra a anistia. Uma nova reunião foi convocada nesta quarta-feira, 25.

 

A decisão da executiva do PSDB não significa que o processo será extinto, uma vez que o Ministério Público pode dar prosseguimento à ação.

Tudo o que sabemos sobre:
CPI do Cachoeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.