PSDB oficializa unificação de campanhas de Alckmin e Serra

O PSDB oficializou na noite desta quinta-feira, em reunião no Diretório Estadual da legenda na Capital, a unificação das campanhas dos pré-candidatos da legenda à Presidência da República, Geraldo Alckmin, e ao governo do Estado de São Paulo, José Serra. "O encontro foi muito positivo porque revelou unidade partidária e demonstrou que estamos voltados para o mesmo objetivo", disse o coordenador do programa de governo de Alckmin, João Carlos de Souza Meirelles, que participou do encontro.Geraldo Alckmin não pôde participar do encontro por causa de compromissos na Bahia, mas o ex-prefeito José Serra participou e se colocou à disposição para trabalhar também em prol da campanha do ex-governador paulista. "O Geraldo precisa estar viajando pelo Brasil. Por isso, em São Paulo nós estaremos fazendo campanha por ele", disse Serra aos participantes da reunião. João Carlos Meirelles disse que a declaração do ex-prefeito reflete exatamente o clima de unidade que o PSDB vive na campanha geral deste ano. E classificou a atitude de Serra como "um gesto de enorme grandeza".Segundo o coordenador do programa de governo de Alckmin, não há duas campanhas em curso, mas "a campanha". Além de a unificação permitir a otimização das operações de logística, eventos e de infra-estrutura, por exemplo, também vai permitir uma convergência de ações nas esferas política e de programa de governo. A idéia é que essa iniciativa possa servir de modelo de gestão para outros Estados. "Todos os atos de campanha em São Paulo serão atos do Geraldo e do Serra", resumiu Meirelles.No encontro, ficou acertada a criação de um conselho político, que cuidará, entre outros temas, das conversações com os partidos, discutirá temas de interesse dos candidatos e contribuirá para dar a linha política da campanha. Esta comissão será formada por João Carlos Meirelles, Sidney Beraldo, Alberto Goldman, Arnaldo Madeira, Aloizio Nunes Ferreira, Silvio Torres e Andréa Matarazzo.CoordenaçõesAlém do conselho político, ficou definido que o comando geral da campanha unificada ficará com José Henrique Lobo, que foi assessor de Serra na Prefeitura de São Paulo.Outras coordenações já definidas são as seguintes: Infra-Estrutura com Teigi Tomioka, Programa de Governo com Hubert Alqueres, Partidos Coligados com Marcos Monteiro, Interior com Evandro Losacco, Capital com Gilberto Natalini, Eventos com Luiz Américo, Assessoria Jurídica com Ricardo Penteado, Assuntos Internacionais com Yeda Areias e Agenda com Antonio Carlos Bernardo.João Carlos Meirelles informou que os pré-candidatos Alckmin e Serra estão muito animados com essa iniciativa. "Vamos avançar muito e colocar em prática a forma como pensamos política, que é atuar com integração, otimizando ações e investindo em todas as esferas para trabalharmos com foco num eficiente modelo de desenvolvimento para o Brasil", emendou o coordenador do programa de governo de Alckmin. Na do coordenador, alguns temas centrais como crescimento, Educação e Saúde, estarão contemplados nos programas nacional e nos estaduais da campanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.