PSDB oficializa apoio à candidatura de Fruet nesta terça

O PSDB deve aclamar nesta terça-feira o nome do deputado tucano Gustavo Fruet (PR) como candidato do partido à presidência da Câmara dos Deputados. Ele foi lançado na semana passada pelo grupo chamado terceira via, que defendia um candidato alternativo aos outros dois: Aldo Rebelo (PC do B-SP), que tenta a reeleição, e o líder do governo, Arlindo Chinaglia (PT-SP). Fruet recebeu na segunda-feira adesão dos governadores de Alagoas, Teotônio Vilela, e da Paraíba, Cássio Cunha Lima. Os dois tucanos tinham anunciado apoio à reeleição de Aldo, mas mudaram de idéia em razão do lançamento do correligionário. O governador de Minas, Aécio Neves, reafirmou apoio a Fruet. ReaçãoHouve reação dos tucanos quando o líder do PSDB na Câmara, Jutahy Magalhães (BA), declarou apoio a Chinaglia, após coordenar consulta telefônica com deputados da legenda. Até mesmo o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso entrou na negociação para que o PSDB retirasse apoio ao petista. Assim, Fruet ganhou força e praticamente garantiu o apoio da bancada, implodindo a aliança do PSDB com o PT. "A candidatura do Fruet não é do partido, mas da terceira via, e terá a unanimidade do PSDB", disse Jutahy. "A candidatura dele unificou a bancada e o partido". Ao todo, o PSDB terá 63 deputados na próxima legislatura, que começa em fevereiro. Eram 66, mas três deixaram o partido nas últimas semanas.Além de aprovar a candidatura de Fruet, a reunião desta terça-feira distribuirá tarefas. Será criado grupo para agregar votos de outros partidos. "O importante não é apenas votar ou aclamar o Fruet, mas dividir tarefas entre deputados para que conversem com colegas sobre a candidatura", disse José Aníbal (PSDB).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.