PSDB mantém acordo para apoiar Gabeira no RJ

Depois de muito impasse e ameaças de rompimento, integrantes do diretório regional do PSDB do Rio conseguiram convencer o presidente nacional da legenda, senador Sérgio Guerra (PE), a manter o acordo estabelecido entre os partidos que formam a coligação de apoio à candidatura de Fernando Gabeira (PV) ao governo do Rio. Os tucanos participam da convenção coletiva dos quatro partidos que formam a aliança pró-Gabeira. O evento acontece no Clube Canto do Rio, em Niterói. Com a mudança de posição, o candidato tucano à presidência, José Serra, voltou a ser esperado na convenção de hoje.

ALFREDO JUNQUEIRA, Agência Estado

19 de junho de 2010 | 12h56

De acordo com o presidente do PSDB na cidade do Rio, deputado estadual Luiz Paulo Corrêa da Rocha, a decisão de participar da convenção só ocorreu no fim da noite de ontem. A Executiva Nacional do PSDB queria lançar um candidato tucano ao Senado para expor o número 45 nos programas de televisão. O acordo estabelecido por PV, PSDB, DEM e PPS, em maio, estabelecia que os tucanos indicariam o nome do vice e os outros dois partidos (DEM e PPS) lançariam os candidatos ao Senado.

"Forçaram até o último momento, mas com a decisão do PPS de manter sua candidatura ao Senado, o partido se convenceu a participar da convenção", disse Luiz Paulo. Com a manutenção do acordo, a convenção vai oficializar a chapa liderada por Gabeira, com o ex-deputado federal Marcio Fortes como vice, e o ex-prefeito do Rio Cesar Maia (DEM) e o advogado Marcelo Cerqueira (PPS) indicados à disputa ao Senado. A candidata do PV à presidência, Marina Silva, também é esperada no evento. Ela e Serra, no entanto, não devem se encontrar.

Tudo o que sabemos sobre:
eleição 2010RJGabeiraPSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.