José Patricio/AE - 14/12/2011
José Patricio/AE - 14/12/2011

PSDB leva vantagem com Serra na disputa, diz presidente do PMDB-SP

Para o deputado estadual Baleia Rossi, ex-governador tucano dará um outro peso para a eleição

Gustavo Porto, da Agência Estado

27 de fevereiro de 2012 | 18h28

RIBEIRÃO PRETO - A entrada do ex-governador tucano José Serra na disputa pela Prefeitura de São Paulo mudou as peças do tabuleiro eleitoral e deverá fazer com que a briga pela cadeira que hoje é ocupada por Gilberto Kassab (PSD) seja centrada em três nomes principais: o do próprio Serra, o do deputado federal Gabriel Chalita e o do ex-ministro da Educação Fernando Haddad, respectivamente pré-candidatos do PSDB, PMDB e PT. A avaliação foi feita nesta segunda-feira, 27, pelo presidente do PMDB de São Paulo, deputado estadual Baleia Rossi. "Com a entrada de Serra (na disputa), o candidato do PSDB não vai sair com tão baixa intenção nas pesquisas eleitorais", admitiu o peemedebista, em entrevista à Agência Estado.

 

Além de apostar na competitividade do PSDB nesta campanha municipal, com a entrada do ex-governador José Serra na disputa, Baleia Rossi também acredita que o tucano dará um outro peso para o pleito. Para Rossi, mesmo disposto a enfrentar as prévias, Serra deverá ser mesmo o candidato do seu partido, "pois tem uma densidade eleitoral muito grande e maior que os outros candidatos (tucanos)".

 

De acordo com recentes pesquisas de intenção de voto, José Serra é o candidato mais competitivo da legenda para essas eleições, inclusive, liderando as mostras. Os outros pré-candidatos tucanos que ainda pleiteiam a cabeça de chapa da legenda e que irão disputar o posto com Serra, são: o secretário de Energia, José Aníbal, e o deputado federal Ricardo Trípoli. Os secretários da Cultura, Andrea Matarazzo, e do Meio Ambiente, Bruno Covas, que também estavam na disputa interna, já desistiram em favor de José Serra.

Tudo o que sabemos sobre:
PMDBSão PauloPrefeituraJosé Serra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.