PSDB lança Alckmin contra ´Carismático da Silva´, diz jornal

A escolha do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, como candidato do PSDB à Presidência foi destacada numa reportagem publicada nesta quarta-feira pelo diário econômico norte-americano The Wall Street Journal. Com o título ?Principal partido da oposição lança o pró-mercado Alckmin contra Carismático da Silva?, o jornal observa que o governador do Estado mais rico do Brasil é pouco conhecido fora da região.Para o Wall Street Journal, Alckmin não tem o mesmo carisma do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e terá de usar sua imagem de competência administrativa, em contraste com os escândalos de corrupção que atingiram o partido do presidente, para tentar vencê-lo em outubro.Segundo o jornal, o governador de São Paulo é um defensor das mudanças econômicas defendidas por empresários, entre elas a redução da carga tributária, a mudança no sistema de seguridade social e a redução da burocracia.Elogios de Wall Street?Apesar de o sr. Da Silva ter ganho elogios de Wall Street ao ter mantido a política econômica de seu antecessor, líderes empresariais acreditam que o comprometimento do presidente com as políticas de livre mercado é limitado, já que seu esquerdista Partido dos Trabalhadores freqüentemente questiona seu governo?, diz o texto.Para o Wall Street Journal, Alckmin, que aparece atrás de Lula nas pesquisas, terá uma tarefa dura pela frente. ?Ele enfrentará um sr. Da Silva que mostrou grande capacidade de sobrevivência frente a um escândalo envolvendo seu partido que já dura oito meses?, diz o jornal.Segundo a reportagem, Lula deve ainda receber ?um crédito por produzir uma economia estável - apesar do lento crescimento -, um nível de crédito que deu a muitos brasileiros o acesso a empréstimos para o consumo e o programa governamental de transferências de dinheiro, que deve servir 11 milhões de famílias por ano?.O jornal conclui dizendo que, apesar da declaração do governador de que a campanha só começa de verdade após a Copa do Mundo, Alckmin não tem o carisma de Lula nem ?a habilidade do presidente de se relacionar com os pobres por causa de sua história pessoal?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.