PSDB já perdeu 16 deputados para a base aliada

Os dirigentes do PSDB conseguiram a adesão do deputado Serafim Venzon (SC), que se elegeu pelo PDT e deixou o partido depois da posse. A incorporação de um novo quadro, no entanto, não é suficiente para que os tucanos recuperem as perdas de sua bancada desde a posse em fevereiro. O PSDB saiu das urnas em 2002 com 70 deputados federais eleitos e, desde então, 16 deles saíram da legenda para aderir a partidos como o PL e o PTB, que pertecem à base de apoio do governo. O choque tomado pelos tucanos chegou ao topo com o anúncio, ontem, de oito novos desligamentos. Esse grupo de deputados, porém, não aderiu a outras legendas diante da expectativa de ingresso em um novo partido, que seria patrocinado pela articulação política do Palácio do Planalto. Os articuladores do novo partido operam, também, com a hipótese de escolher uma das cerca de 20 pequenas legendas existentes no País, aptas pela Justiça Eleitoral a disputar eleições, e inchá-las com os novos aliados. O governo teria, desse modo, um partido mais confiável que seus atuais aliados PTB e PL e que o próprio PT, envolvido em disputas ideológicas e com uma dissidência à esquerda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.