PSDB formaliza candidatura de Serra hoje, em Salvador

Desafiado a recuperar a liderança nas pesquisas, o tucano José Serra lança sua candidatura presidencial hoje, em Salvador, apresentando-se como o nome capaz de gerar mais crescimento e emprego. Subirá ao palco da convenção tucana ao som do novo jingle da campanha, "Eu quero Serra": "Serra, porque é correto e boa gente, Serra porque é o mais competente".

AE, Agência Estado

12 de junho de 2010 | 08h31

Ainda conduzindo nos bastidores a articulação para definir o nome de seu vice, o ex-ministro da Saúde, ex-prefeito paulistano e ex-governador de São Paulo entra pela segunda vez na corrida sucessória, aos 68 anos, como o nome da oposição capaz de garantir as conquistas do governo Luiz Inácio Lula da Silva e avançar, porque "o Brasil pode mais".

No encontro dos partidos aliados de 10 de abril, em Brasília, Serra apresentou seu ingresso informal na disputa pela Presidência da República com um discurso apontando para os rumos que o País deveria seguir. Citou temas que foram da segurança pública a políticas para pessoas com deficiência. Hoje, na convenção partidária que marca o início oficial da campanha - pela Lei Eleitoral a disputa só começa após as convenções nacionais de junho -, ele fará discurso mais político, conclamando os militantes à batalha eleitoral.

"A convenção é a porta de entrada da campanha, cabe ao candidato fazer esse chamamento", declarou o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), coordenador da campanha. "E a escolha da Bahia para sediar a convenção não é uma coisa neutra. Ela envolve uma atitude", emenda o senador, confirmando que o objetivo é "vincular Serra à Bahia colorida, nordestina, brasileira e miscigenada". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesJosé Serra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.