PSDB faz festa na entrega de cartões do bolsa-escola

Cartazes em que o presidente Fernando Henrique Cardoso aparecia ao lado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e do prefeito de Osasco, na Grande São Paulo, Celso Giglio, com o slogan: "Juntos pelo bem do Brasil", marcaram a cerimônia de entrega do cartão número 4 milhões do programa bolsa-escola hoje em Osasco. O evento também contou com a presença do ministro da Educação, Paulo Renato e teve os reforços da apresentadora de televisão Eliana e da atleta Maureen Higa Maggi. Paulo Renato negou que o governo tenha pretendido transformar a festa em comício.A apresentadora Eliana e o presidente Fernando Henrique chegaram de helicóptero. A apresentadora, que abriu o evento, antecipou a gravação do seu programa só para participar da cerimônia tucana, que reuniu cerca de 12 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, e 20 mil, de acordo com a prefeitura.Durante o evento, Fernando Henrique, Alckmin e Paulo Renato não economizaram beijos e abraços aos beneficiados com o bolsa-escola. Segundo o governo federal, o programa, que é destinado às famílias com renda per capita de até meio salário mínimo por mês e filhos com idade entre 6 e 15 anos matriculados no ensino fundamental, vai beneficiar na cidade 5.369 famílias e 7.574 crianças. Para cada criança freqüentando a escola , a família receberá R$ 15, podendo chegar a R$ 45 por família.Ao iniciar a cerimônia, Eliana levou as crianças - todas devidamente uniformizadas com a camiseta do programa do governo - ao delírio. Ela disse que Fernando Henrique "merecia aplauso, carinho e respeito" e que ao longo de seus 28 anos "nunca viu ninguém se preocupar tanto com educação quanto o presidente".O ministro da Educação, assim como o governador, também não pouparam elogios ao presidente. O governador chegou a dizer que "FHC é um presidente médico porque aplica a vacina tríplice para erradicar três males: a pobreza, o trabalho infantil e a baixa escolaridade".No final do encontro, Paulo Renato negou que o evento fosse um comício. "Eu não acho. Você tem aqui 5 mil mães que vão receber o cartão e temos que entregar. Estamos fazendo eventos como esse em todo o Brasil", afirmou. Paulo Renato, no entanto, não informou se o evento estava sendo custeado pelo Ministério da Educação. "Eu não sei." Mais tarde, uma assessora do ministério informou que R$ 50 mil foram bancados pelo MEC, e que a prefeitura de Osasco também havia colaborado.A prefeitura arcou com as despesas dos ônibus, que levaram crianças e pais até o anfiteatro da Fundação Instituto Tecnológico de Osasco, onde o evento foi realizado. No final da cerimônia, os participantes receberam ainda, cada um, um lanche de pão com queijo, uma maçã e um suco. A alimentação também foi custeada pela prefeitura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.