PSDB fará evento para discutir a situação da Petrobras

Alinhado ao discurso do pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, o partido fará nesta terça-feira (12) uma ofensiva a fim de questionar a gestão petista na Petrobras. O partido realizará um seminário para debater o que consideram a "delicada situação" da estatal que, acusam, perdeu 40% do seu valor de mercado nos últimos três anos. Em outra frente, o partido também defenderá a aprovação de um convite para que a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, compareça à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado para discutir os rumos da empresa.

RICARDO BRITO, Agência Estado

11 de março de 2013 | 16h17

O seminário, intitulado "Recuperar a Petrobras é o nosso desafio - A favor do Brasil, a favor da Petrobras", contará com a presença do presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), do presidente do Instituto Teotônio Vilela (ITV), Tasso Jereissati, e do senador Aécio Neves (MG). Em discursos, Aécio tem sido um dos maiores críticos da gestão da estatal, classificada por ele como um dos "13 fracassos" petistas. Para o tucano, os governos do PT têm destruído o patrimônio das empresas públicas, como a Petrobras.

"A gestão da Petrobras, a anterior à atual, transformou a gestão da empresa numa caixa preta", criticou o vice-líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), referindo-se à gestão comandada por José Sérgio Gabrielli. Ele lembrou que fez uma série de representações contra supostas irregularidades na estatal. O seminário, marcado para o início da tarde desta terça-feira na Câmara dos Deputados, contará também com a presença de representantes do DEM e do PPS.

Na outra frente, a CAE deverá aprovar também nesta terça-feira, com apoio da base governista, um convite para que a presidente da Petrobras vá ao Senado falar sobre os resultados da estatal.

Tudo o que sabemos sobre:
PSDBPetrobrasseminário

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.