PSDB entra com ação contra Lula por ´campanha antecipada´

O PSDB entrou na justiça eleitoral com duas representações contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a quem acusa de estar fazendo campanha eleitoral antecipada, desrespeitando a lei. "O presidente confessou um crime publicamente ao dizer em discurso que o homem público faz campanha 365 dias por ano", disse o líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), ao anunciar a decisão de seu partido. "Ele (Lula) já está respondendo a mais de 50 processos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso e delinqüência eleitoral."Com essa iniciativa, motivada pelo tom eleitoral dos discursos feitos pelo presidente em suas últimas viagens, os tucanos completam sete representações contra Lula no TSE. "O presidente está usando o palanque oficial e dinheiro público para fazer propaganda eleitoral", completou Virgílio. O PSDB destacou na representação o trecho do discurso feito em Parnaíba (PI), no qual Lula afirmou, em ato na Universidade Federal do Piauí, que "a partir de 2007 vai criar cursos de biomedicina, fisioterapia, psicologia e licenciatura em matemática, com 100 vagas cada um". Ele teria falado como candidato, uma vez que seu mandato termina em dezembro deste ano."Isso aqui não é uma república das bananeiras", disse o líder na tribuna, ao defender que Lula seja multado pelo TSE e que o processo seja encaminhado ao Ministério Público. Em outra representação, o PSDB cita dois outros discursos feitos por Lula em Juazeiro (BA) e em Imperatriz (MA), enfatizando que Lula visitara sete cidades em dois dias. Para os baianos, o presidente reconheceu que "falta muita coisa a fazer no Brasil ainda, muita e muita coisa", acrescentando que "na sabedoria popular o povo sabe que não é possível fazer em quatro anos aquilo que não foi feito em 500 anos" pelo País.Ao saber que o presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), teria acusado o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito José Serra de estarem também fazendo campanha em seus cargos, Arthur Virgílio reagiu: "Estou vendo Lula inaugurar até pedra fundamental". Então, que Berzoini entre com representação também e deixe o tribunal julgar. Se Lula começar a receber multa, haja Delúbio Soares e haja Paulo Okamotto."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.