PSDB e PMDB fecham acordo para votar Fundo Soberano

O PSDB e PMDB fecharam acordo na Câmara para aprovar a proposta que cria o Fundo Soberano do Brasil (FSB), que encontra resistências até mesmo na base governista. Pelo acordo, R$ 4 bilhões do bolo de R$ 14 bilhões do Fundo serão destinados à Saúde. O acerto foi feito entre os líderes do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN), e do PSDB, José Aníbal (SP), que já comunicaram o acordo ao Ministro da Saúde, José Gomes Temporão.Preocupado com a falta de verbas para o Ministério, Temporão vinha falando na possibilidade de elevação da alíquota da Contribuição Social para a Saúde (CSS), cuja votação não foi concluída pela Câmara. A idéia, porém, encontrou fortes resistência no PSDB e DEM. O líder do DEM, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), foi consultado sobre a proposta pelo líder José Aníbal. ACM Neto, segundo Aníbal, aprovou a proposta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.