PSDB do Rio de Janeiro entra com representação contra Lula e Eduardo Paes

Partido acusa ex-presidente e prefeiro de campanha eleitoral antecipada

Agência Estado,

11 de junho de 2012 | 20h05

RIO DE JANEIRO - O diretório municipal do PSDB apresentou nesta segunda-feira, 11, a Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) representação contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o prefeito e candidato à reeleição, Eduardo Paes (PMDB). Os tucanos acusam os dois de fazerem campanha antecipada e propaganda eleitoral extemporânea.

Veja também:

link No Rio, Lula diz que fará campanha para Paes com 'mais convicção'

link Lula diz que apoiará Eduardo Paes para reeleição no Rio

link Freixo quer campanha inspirada na Primavera Árabe com participação da juventude

Durante a inauguração de um treco do sistema de ônibus articulado BRT Transoeste, na última quarta-feira, Lula afirmou em discurso que irá apoiar Paes com mais convicção este ano do que em 2008 e chegou a pedir votos para o peemedebista. Além de pedir a cobrança de multas contra Lula e Paes, a representação dos tucanos solicita a intimação do Ministério Público Eleitoral, para apuração de indícios de abuso de autoridade.

No domingo, o candidato do PSDB à Prefeitura do Rio, deputado federal Otavio Leite, criticou o ex-presidente. "O presidente Lula tem todo o direito de expressar o seu ponto de vista e apoiar quem bem entender. É democrático. O que não é justo é fazê-lo num palanque custeado pelo povo do Rio, com dinheiro público. Ali houve uma ilegalidade porque foi campanha antecipada. Não se pode pedir voto antes do dia 6 de julho", afirmou o tucano.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.