PSDB diz que governo quer intimidar Ministério Público

A Executiva do PSDB divulgou nota na qual critica declarações feitas pelo ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, afirmando que o governo está querendo intimidar o Ministério Público. Segundo a nota, a declaração do ministro de que há "uma conspiração em andamento para derrubar o presidente da República seria apenas ridícula, não fosse grave, por revelar temor em investigar a verdade dos fatos". Na nota, lida nesta tarde no plenário da Câmara pelo líder do partido, Custódio Mattos (MG), o PSDB afirma que o governo está amedrontado com o empenho da oposição de exigir apuração do caso Waldomiro Diniz."No afã de encobrir a verdade, o governo age, mais uma vez, para coibir o livre exercício da investigação em suas mais diversas frentes", sustenta. "Não bastassem as tentativas de destruir a instituição secular das comissões parlamentares de inquérito, procura-se agora intimidar o Ministério Público, desorganizar a Polícia Federal e turvar a atmosfera de tranquilidade institucional".Na nota, intitulada "Em Busca da Verdade", a Executiva do PSDB afirma também que a atitude do governo "evidencia desequilíbrio e irresponsabilidade". "O ministro da Justiça, de quem se deveria esperar prudência, adota postura facciosa, inaceitável para quem controla a Polícia Federal e, agindo dessa maneira, retira do órgão a autoridade essencial a suas investigações". O partido volta a pedir a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) e desafia os partidos aliados do governo e o PT a fornecerem as assinaturas necessárias para sua instalação. "A única conspiração evidente é a conspiração do PT e de seu governo contra a busca da verdade e contra instituições fundamentais à democracia brasileira", conclui a nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.