PSDB diz que governo Lula é paraíso dos bancos

A mais recente edição da publicação "Brasil Real - Cartas de Conjuntura", divulgada esta semana pelo Instituto Teotônio Vilela (ITV), órgão de estudos e formação política ligado ao PSDB, diz que produzir não tem sido a melhor opção para quem procura ganhar dinheiro na gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). "Em valores nominais (sem considerar a inflação), os 50 maiores bancos já lucraram R$ 110 bilhões desde que Lula assumiu a presidência da República. A rentabilidade dos bancos brasileiros deixa para trás até seus similares americanos, cuja média é cerca de 50% menor", diz a publicação.No texto, os tucanos mencionam uma das frases mais utilizadas pelo presidente Lula para dizer que o sistema financeiro continua imbatível como manancial de lucros e ironizar: "Os banqueiros não têm do que reclamar, nunca antes neste País embolsaram tanto rendimento". O documento do ITV ressalta que em 2006, os ganhos das instituições financeiras no Brasil chegaram a R$ 32,8 bilhões, ou 81% acima do que foi registrado no último ano da gestão de Fernando Henrique Cardoso, cuja soma naquele ano (2002) foi de R$ 18,1 bilhões.Para o PSDB, enquanto o lucro dos bancos se conta a dezenas de bilhões, os investimentos realizados em projetos prioritários de infra-estrututa da União, este ano, não passam de R$ 2 bilhões. O Instituto Teotônio Vilela argumenta que a maior parte dos lucros das instituições financeiras é proveniente do investimento em títulos do governo remunerados à base dos altos juros praticados no governo Lula. "Só a aplicação em títulos públicos, remunerados com a mais alta taxa de juros do mundo, rendeu R$ 330 bilhões às maiores instituições financeiras desde 2003."amarga", reitera o documento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.