PSDB diz que aceita CPI para investigar FHC

O senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT), autor do primeiro requerimento de criação de uma CPI para investigar o caso Waldomiro Diniz, disse hoje que redigiu um segundo requerimento de CPI acatando a proposta da bancada do PT no Senado de se fazer uma investigação além de Waldomiro Diniz, incluindo todos os casos denunciados de corrupção no financiamento de campanhas eleitorais no País. Ele disse que o objetivo do novo requerimento é o de mostrar que o PT "não quer investigar nada". O senador não quis informar quantas assinaturas já obteve para o requerimento da CPI sobre Waldomiro Diniz, mas, segundo ele, as 27 assinaturas necessárias serão obtidas só após o carnaval.Já o líder do PSDB no Senado, senador Arthur Virgílio (AM), anunciou, da tribuna, que a bancada apóia uma CPI ampla, que investigue todas as denúncias de corrupção com financiamento de campanha eleitoral. "Podem instaurar uma, duas, três ou 105 CPIs, e nós as assinaremos todas", disse. Segundo ele, o governo pode apurar "o que quiser - seja o presidente Prudente de Moraes, ou Fernando Henrique".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.