PSDB deve entrar amanhã com recurso contra fala de Dilma

O PSDB deve entrar na terça-feira (29) com uma representação junto à Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a presidente Dilma Rousseff por "uso indevido" da cadeia nacional de rádio e TV na última quarta-feira (23), quando anunciou a redução da conta de energia elétrica. Para a sigla, ao fazer o pronunciamento, Dilma "se valeu de uma prerrogativa do cargo" para fazer "autopromoção" visando à reeleição de 2014 e "atacar" a oposição.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

28 de janeiro de 2013 | 18h50

Na quinta-feira (24), o partido chegou a divulgar uma nota acusando a presidente de "ultrapassar um limite perigoso para a sobrevivência da jovem democracia brasileira". Além do PSDB, DEM e PPS divulgaram notas condenando o pronunciamento.

Os tucanos estavam analisando desde a semana passada a possibilidade de acionar judicialmente a presidente. Segundo a legenda, o pronunciamento teve objetivo "político-partidário".

Tudo o que sabemos sobre:
PSDBDilmapronunciamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.