PSDB decide expulsar deputado Domiciano Cabral

O Conselho de Ética do PSDB decidiu expulsar, nesta quarta-feira, o deputado Domiciano Cabral (PB), acusado de ter negociado o recebimento de propina de construtoras em troca de emendas ao Orçamento da União.Os integrantes do conselho acataram, por unanimidade parecer do relator José Gregori, ex-ministro da Justiça do governo Fernando Henrique, que pedia uma punição rigorosa para o parlamentar. O processo segue agora para decisão final da Comissão Executiva Nacional.Segundo assessoria de imprensa da legenda, o presidente nacional do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), vai encaminhar representação ao Conselho de Ética pedindo a expulsão do deputado Paulo Feijó (RJ),acusado de envolvimento com a máfia das ambulâncias. Matéria alterada para correção de informação

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.