PSDB decide centralizar comando de campanha em SP

Na tentativa de dar início à criação de uma estrutura física para a campanha presidencial deste ano, o PSDB resolveu centrar as ações em São Paulo, para onde se deslocam semanalmente as principais lideranças do partido. Os tucanos já procuram um imóvel na Avenida Indianópolis, na zona sul da capital, que servirá de sede para o Diretório Nacional tucano, que hoje não conta com estrutura própria no Estado.

AE, Agencia Estado

04 de março de 2010 | 10h02

A ideia é que a casa, que deve ser alugada nas próximas semanas, se torne o futuro comitê central da campanha presidencial do PSDB - embora o governador paulista, José Serra, não tenha ainda se declarado candidato, o partido trabalha com seu nome na disputa. O secretário paulista de Relações Institucionais, José Henrique Reis Lobo, que deixará a pasta no dia 18 para integrar a coordenação da campanha tucana, está à procura do imóvel, que será próximo ao atual Diretório Estadual do partido.

O objetivo é evitar que a estrutura física da campanha presidencial fique dividida em duas cidades, como ocorreu em 2006, com o então candidato Geraldo Alckmin. À época, o ex-governador paulista se dividia entre gravações para os programas de rádio e TV em São Paulo e as discussões com o núcleo político, em Brasília. O projeto já recebeu o aval do presidente nacional do partido, senador Sérgio Guerra (PE). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.