PSDB busca apoio do PMDB nos Estados, diz Guerra

Em resposta às investidas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva junto ao PMDB com vista à eleição presidencial de 2010, o PSDB resolveu apostar nos palanques regionais com peemedebistas como forma de blindar a força de uma eventual união nacional entre PT e PMDB. Enquanto os petistas têm buscado o apoio do PMDB nacionalmente, os tucanos passam a adotar a estratégia do varejo. ?Nós trabalhamos nos Estados. Não nacionalmente?, afirmou ontem o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), que participou de um seminário sobre políticas sociais organizado pelo partido em João Pessoa, na Paraíba.

AE, Agencia Estado

12 de maio de 2009 | 08h06

O governador de Minas, Aécio Neves, um dos pré-candidatos do PSDB à Presidência, fez coro com Guerra e também se disse a favor do fortalecimento das alianças regionais. ?As alianças têm de ser encaminhadas regionalmente. A Executiva pode encaminhá-las visando a questão nacional.? Na semana passada, o presidente Lula defendeu publicamente a necessidade do apoio do PMDB à candidatura da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. Lula tem se empenhado pessoalmente, junto a lideranças daquele partido, para que a coligação saia da retórica política e dê força à candidatura petista.

Para Guerra, as conversas nos Estados já estão bastante adiantadas. ?Nós temos vários pontos de ligação do PMDB que já vêm de antes e estão amadurecendo agora. Há um esforço geral do presidente Lula para evitar isso, mas as circunstâncias locais são muito importantes e elas serão seguramente referências nessa questão do caminho com o PMDB?, afirmou o presidente do partido. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
eleições 2010PSDBPMDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.