PSD já pode ser declarado partido nacional

O PSD já tem diretórios montados em nove Estados, devidamente reconhecidos pelos respectivos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). Com as manifestações dos TREs do Rio de Janeiro e de Mato Grosso hoje, o secretário-geral do PSD, Saulo Queiroz, anuncia que a nova legenda acaba de cumprir a exigência legal de estar organizada em no mínimo um terço das 27 unidades da federação para ser reconhecida legalmente como um partido nacional.

CHRISTIANE SAMARCO, Agência Estado

01 Setembro 2011 | 20h39

"Nossa expectativa é de que entre os dias 15 e 20 de setembro o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reconheça o PSD como um partido de fato e de direito, e declare isto oficialmente", revelou Queiroz. A conta dos nove Estados foi atingida, uma vez que a justiça eleitoral do Paraná, Santa Catarina, Tocantins, Rio Grande do Norte, Rondônia e Piauí já haviam se manifestado, reconhecendo os diretórios do PSD.

Com isto, o secretário-geral do partido acredita que foi atendida a última condição para que o PSD exista de fato. Segundo ele, a nova sigla foi além das exigências legais de reunir 480 apoiadores em todo o Brasil, e montar os nove diretórios estaduais. "Foram entregues perto de 600 mil assinaturas certificadas pelos cartórios eleitorais e temos presença em 21 Estados, com diretórios sendo organizados. É uma tarefa cumprida e não há mais o que discutir", diz Saulo Queiroz.

Mais conteúdo sobre:
PSDdiretóriosTRE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.