Iara Morselli
Iara Morselli

PSD deve sacramentar apoio a Alckmin, diz Kassab

Segundo o ministro de Ciência e Tecnologia, há um 'sentimento' para a consolidação da aliança

Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

30 Maio 2018 | 16h08

O PSD caminha para sacramentar o apoio à pré-candidatura do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) nas eleições presidenciais. Segundo o ministro de Ciência e Tecnologia e presidente licenciado da legenda, Gilberto Kassab, há um "sentimento" para a consolidação da aliança.

+ Russomanno abre mão da disputa e anuncia apoio a Doria em São Paulo

"Meu sentimento é que o caminho é para uma aliança, na maioria do partido, com o ex-governador Geraldo Alckmin", disse Kassab, após participar do anúncio de apoio do PRB à pré-candidatura do ex-prefeito da capital paulista João Doria (PSDB) ao governo de São Paulo. No Estado, reduto eleitoral de Alckmin, o PSD já manifestou apoio à pré-candidatura de Doria.

O líder do PSD se referiu a uma consulta que está em fase de conclusão entre os líderes do partido. O apoio a Alckmin, destacou, deve ser resultado da soma de uma identificação programática com alianças regionais.

+ Alckmin anunciará equipe de governo para movimentar campanha

Kassab admite que Alckmin deveria estar melhor nas pesquisas de intenção de voto, mas diz que no momento isso não é condição para a vitória do tucano. Ele cita que foi reeleito como prefeito de São Paulo após começar a campanha com 3% das intenções de voto, em 2008, mesma situação de João Doria ao entrar na disputa de 2014.

Na ocasião, Kassab disputou com Alckmin a Prefeitura. "Não que não fosse positivo se tivesse um número maior, mas isso não é condicionante e nem impeditivo para uma vitória", afirmou.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.