Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Em Salvador, PSC lança presidente do BNDES como pré-candidato à Presidência em 2018

Paulo Rabello de Castro centrou seu discurso na atuação da instituição

Cleusa Duarte - Especial para O Estado, O Estado de S.Paulo

18 Novembro 2017 | 17h18

SALVADOR - O economista Paulo Rabello de Castro, presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), foi apontado neste sábado como pré-candidato à Presidência da República pelo Partido Social Cristão (PSC). O anúncio foi feito em Salvador durante encontro da legenda, que apresentou o economista, filiado desde outubro, à militância.

“É preciso coragem para desafios do próximo ano e virada do Brasil para a prosperidade, que nós vamos ter”, disse, em discurso, a uma plateia que reuniu vereadores, deputados e representantes de diretórios regionais.

+ Candidaturas 'alternativas' dão a largada

O presidente do banco de fomento estatal, no entanto, não disse se havia comunicado formalmente o governo sobre sua decisão de concorrer ao pleito do ano que vem. Rabello está à frente do BNDES há menos de seis meses – ele tomou posse em 1.º de junho, depois de presidir o IBGE.

“Não estive com o presidente Michel Temer. Meu cargo pertence ao ministro do Planejamento e, por sua vez, é um cargo do presidente. Brinco que sou um presidente diarista.” Salientou, contudo, que somente vai se considerar como candidato após a convenção do partido.

+ 'Povo não tem que pagar Imposto de Renda sobre salário', afirma Lula

Rabello centrou seu discurso na atuação da instituição, como o crédito facilitado para o micro, pequeno e médio empresário para geração de empregos. “É de crédito que o Brasil precisa para fazer a virada em 2018”, acrescentou Rabello de Castro.

O economista afirmou que o Brasil já desperdiçou inúmeras possibilidades de se desenvolver de forma sólida. “Precisamos retomar o crescimento e elevar o PIB de pelo menos 16% para 18%”, afirmou.

Como saída para a falta de emprego neste momento de crise, Rabello destacou a importância de transformar o País e salientou que é “preciso transformar nossa sociedade, para que as pessoas criem o prazer de se tornar empreendedor. Através do empreendedorismo podemos alavancar a economia.”

Na capital baiana, Rabello de Castro afirmou que sempre foi simpatizante “do antigo Democratas, que era o PFL, de Antônio Carlos Magalhães, velho da Bahia, mas novo na sua disposição e coragem”. “Fiz vários programas para o PFL, escrevi vários programas de governo”, citou, emendando que “pensamos juntos, devemos estar juntos e construir juntos esse País”.

Lideranças do partido na Bahia garantiram que Paulo Rabello mostra excelentes condições de ser lançado como candidato, pelo seu perfil inovador e por conhecer economia. “Estamos ainda apresentando Rabello”, disse o deputado Estadual Heber Santana (PSC). Estiveram presentes no evento lideranças do partido de todo o Brasil. O atual prefeito em exercício de Salvador, Bruno Reis (PMDB), também participou do evento e garantiu que aguarda “o lançamento do prefeito ACM Neto (DEM) ao governo do Estado.”

 

* COLABORARAM RENATA PEDINI E FÁTIMA LARANJEIRA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.