PSB vai insistir na aliança com PSDB em BH, diz Campos

Governador de PE diz que opção de aliança será reafirmada nesta terça em Executiva Nacional do partido

CHRISTIANE SAMARCO, Agencia Estado

29 de abril de 2008 | 11h58

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), disse que a direção nacional do seu partido não abrirá mão da participação do PSDB em uma aliança na campanha pela Prefeitura de Belo Horizonte (MG). Segundo Campos, a opção por essa aliança - com o socialista Márcio Lacerda como cabeça-de-chapa e um petista como candidato a vice - será reafirmada pela Executiva Nacional do PSB na reunião que fará em Brasília no início da tarde desta terça-feira, 29.  Veja Também: Aécio: 'PT vê fanstasmasPT de BH desafia direção e mantém acordo com AécioCampos informou que a reunião da Executiva foi convocada para discutir o veto do PT à participação do PSDB em uma aliança com o PSB na capital mineira. "A posição do PSB será a de ter a aliança mais ampla possível. Queremos o apoio do PT, mas entendemos que é insuficiente para vencermos a eleição", declarou o governador de Pernambuco. Ele lembrou que o PSB mineiro apoiou a reeleição do governador Aécio Neves (PSDB) e participa do governo dele.Nesse cenário, avalia Campos, não faz sentido recusar o apoio do PSDB na disputa pela prefeitura. "Estamos no governo Aécio, desejamos e precisamos do apoio dele na campanha municipal, e isso nada tem a ver com as eleições de 2010; 2010 é outra coisa", completou o pernambucano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.