PSB referenda decisão de Diretório hoje

O Diretório Nacional do PSB reúne-se hoje, em Brasília, para referendar a decisão da Direção Executiva Nacional do partido de lançar candidato próprio à Presidência da República em 2002. Ao contrário do que se dizia inicialmente, não deverá haver divergência entre a corrente majoritária, que apoia a candidatura do governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, e a que defende que o candidato seja um socialista histórico, como o governador do Amapá, João Capiberibe. O próprio Garotinho está tomando a iniciativa de propor que essa discussão seja adiada para novembro, como deseja a ala minoritária do partido. Hoje à tarde, ele deve entregar uma carta ao presidente nacional do PSB, o pernambucano Miguel Arraes, pregando a unidade do partido e recomendando a abertura de um processo de discussão sem se falar em nome de candidatos neste momento. De acordo com integrantes da Executiva Nacional, a atitude de Garotinho não representa um recuo na intenção de colocá-lo como trunfo do partido nas negociações de alianças para 2002. Confortável na condição de um pré-candidato com 10% das intenções de voto e tendo o apoio de 80% do Diretório Nacional, o governador do Rio sabe que o PSB convergirá naturalmente para sua candidatura, ainda que seja apenas para aumentar o cacife do partido na mesa de negociações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.