PSB quer Ciência e Tecnologia e Integração Nacional

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu nesta quinta-feira, 22, o presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Durante a audiência, em que será discutida a reforma ministerial, Campos deve pedir a Lula que as pastas de Ciência e Tecnologia e Integração Nacional sejam mantidas sob o comando do partido.Caso não seja atendido, Campos deve apresentar uma outra proposta. Em vez dos ministérios, o partido aceitaria comandar órgãos importantes na Região Nordeste como a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e o Banco do Nordeste.Nesta quinta-feira, a liderança do PSB na Câmara divulgou um estudo apontando que o Ministério da Integração Nacional é a oitava pasta que mais deverá receber recursos do Orçamento Geral da União (R$ 6,7 bilhões). Nessa lista, Ciência e Tecnologia ocupa a 13ª posição (R$ 5,1 bilhões). As informações são do Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi).O levantamento aponta também que o PT deve ser o maior beneficiado na distribuição de recursos. O partido ocupa, por exemplo, os ministérios da Defesa (R$ 38,9 bilhões), da Educação (R$ 26,4 bilhões), do Desenvolvimento Social (R$ 24 bilhões), da Fazenda (R$ 13,1 bilhões) e da Agricultura (R$ 5,9 bilhões). As pastas petistas estão entre as dez que mais devem receber recursos do Orçamento Geral da União.O estudo divulgado pela liderança do PSB na Câmara mostra ainda que o PL, que reivindica o Ministério dos Transportes, pode administrar um orçamento de R$ 8,8 bilhões. O PMDB, por sua vez, pode ficar com as pastas da Saúde (R$ 66,3 bilhões) - que só perde para a Previdência (R$ 190,3 bilhões) -, de Minas e Energia (R$ 5,8 bilhões) e das Comunicações (R$ 4,3 bilhões).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.