PSB formaliza saída do governo de Tarso Genro, no Rio Grande do Sul

Partido ocupava a Secretaria de Infraestrutura, uma das mais importantes; para presidente estadual da legenda, partido segue a linha nacional

ERICH DECAT, Agência Estado

24 de setembro de 2013 | 11h46

O presidente estadual do PSB no Rio Grande do Sul, deputado federal Beto Albuquerque, formalizou nesta terça-feira a entrega dos cargos e saída do governo comandado pelo petista Tarso Genro. A decisão ocorre menos de uma semana após a Executiva Nacional do PSB anunciar o desembarque dos cargos ocupados no primeiro escalão do governo da presidente Dilma Rousseff.

No governo de Tarso Genro, o PSB ocupava o comando da Secretaria de Infraestrutura, uma das mais importantes, da Companhia Estadual de Energia Elétrica e da Superintendência de Portos e Hidrovia. O vice-governador, Beto Grill (PSB), deverá ser mantido no cargo por ter sido eleito nas últimas eleições. "Seguimos a linha nacional. Mas cada Estado tem a sua realidade", disse Albuquerque ao Broadcast Político.

O parlamentar também comentou sobre a nota da comissão executiva nacional do PT publicada ontem. No documento, os petistas dizem esperar que "o PSB se mantenha ao lado do projeto de mudanças que estão em curso no País". "É uma velha cantilena que o PSB e a sociedade não estão interessados. É o nós contra eles", considerou o parlamentar, líder do partido na Câmara. "Não estamos preocupados com isso mas em discutir a falta de resultados, a ineficiência da ações", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
PSBRIO GRANDE DO SUL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.