Andre Dusek/Estadão - 21.08.2014
Andre Dusek/Estadão - 21.08.2014

PSB faz duro ataque ao governo em nova propaganda política

Partido lista 9 pontos negativos da administração Dilma Rousseff e defende a mudança de regime do governo para o parlamentarismo

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

23 de março de 2016 | 19h18

BRASÍLIA - O PSB vai atacar diretamente o governo da presidente Dilma Rousseff em seu horário de propaganda partidária, que vai ao ar na TV nesta quinta-feira, 24, à noite. Já nas propostas apresentadas pelo partido, consta a mudança de regime do governo para o parlamentarismo.

O filme é considerado pelo próprio presidente do partido, Carlos Siqueira, como um dos mais críticos ao governo e ao PT. O vídeo também convida o público a usar na internet a hashtag #chegadeperder. Na peça, o partido listou 9 pontos negativos da administração Dilma Rousseff, cuja imagem satirizada aparece por diversas vezes.

Entre as críticas estão a falta de incentivo à indústria, desemprego, inflação e, sobretudo, o desgoverno e a estagnação política. "Nossa principal crítica não é nem à corrupção, mas à forma de desenvolvimento que o governo optou. Preferiram privilegiar o sistema financeiro ao invés do trabalho e da produção", disse Siqueira durante a apresentação da campanha.

Quanto à proposta de parlamentarismo, Siqueira afirmou que é um "reencontro" do partido com sua tese inicial. "Em sua fundação, o PSB defendia o modelo de governo parlamentarista", argumentou.

A propaganda é assinada por Marcos Martinelli, marqueteiro da campanha vitoriosa de José Ivo Sartori (PMDB) ao governo do Rio Grande do Sul em 2014. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.