PSB do MT pede afastamento de deputado federal

Em passeata pelas ruas centrais de Cuiabá, nesta sexta-feira, movimentos sociais ligados ao PSB pediram ao partido o afastamento do deputado federal Valtenir Pereira, que preside sua executiva no Mato Grosso. Do ato participaram, entre outros, integrantes do Movimento Popular Socialista, Juventude Socialista, Negritude Socialista e simpatizantes da sigla.

FÁTIMA LESSA, Agência Estado

26 de julho de 2013 | 19h56

O nome de Pereira está numa lista da Polícia Federal entre participantes de um suposto esquema milionário de superfaturamento de redes de informáticas em escolas da Paraíba, no valor de R$ 235 mil. A PF diz ter encontrado notas fiscais das empresas S&M, Gráfica Print e Casarão Vídeos de Mato Grosso na sede da Idea Digital, da Paraíba, tida como pivô do esquema. As três teriam atuado na campanha do parlamentar à reeleição, em 2010. Uma delas, a S&M, confirma que recebeu dinheiro da empresa investigada para fazer materiais para a campanha do deputado.

Valtenir Pereira negou as acusações e garantiu, em entrevista, que suas contas foram aprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral. "Não há fraude alguma", prosseguiu, acrescentando que foi até ao Ministério Público e ao STF e não achou nenhum inquérito contra ele.

"Não autorizei ninguém a receber nada fora da lei", defendeu-se. O secretário-geral do PSB em Cuiabá, Suelme Evangelista, jurou nada saber da movimentação.

Tudo o que sabemos sobre:
PSBValtenir Pereira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.