PSB alega que falta de alianças inviabiliza candidatura de Ciro

Líderes do partido alegaram que deputado federal não conseguiu tirar votos de Serra

Marcelo de Moraes - O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2010 | 13h24

BRASÍLIA - O deputado Ciro Gomes (PSB-CE) se reuniu nesta quinta-feira, 22, em Brasília, com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, que também é presidente do PSB, e com o vice-presidente do partido, Roberto Amaral. Durante o encontro, eles apresentaram a Ciro mapas dos Estados mostrando que o partido não tem alianças, o que inviabiliza a candidatura do deputado.

 

Na próxima terça, 27, haverá uma reunião da executiva do PSB para sacramentar a retirada da candidatura de Ciro. Interlocutores do Planalto afirmam que Ciro "não ajudou", ou seja, não conseguiu tirar votos de José Serra (PSDB-SP). Além disso, não há hipótese, avaliam os mesmos interlocutores, de Ciro ser o vice-presidente na chapa de Dilma Rousseff (PT-RS).

 

Na tarde desta quinta-feira, 22, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem encontro marcado com três governadores do PSB, Eduardo Campos (Pernambuco), Wilson Martins (Piauí) e Cid Gomes (Ceará), irmão de Ciro Gomes. O tema da reunião são as obras da ferrovia Transnordestina, que estão dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), mas o tema político também deve ser tratado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.