Protestos contra Temer bloqueiam rodovias em São Paulo

Anchieta, Regis Bittencourt e Presidente Dutra tiveram trechos interditados, principalmente no acesso à capital

Sara Abdo, O Estado de S.Paulo

02 Agosto 2017 | 07h30

Manifestantes contrários ao presidente Michel Temer estão ocupando trechos das principais vias que dão acesso a São Paulo: Anchieta, Presidente Dutra e Regis Bittencourt. O protesto pede que a denúncia contra Temer, que vai a votação nesta quarta-feira, 2, seja aceita pelos parlamentares.

Na Rodovia Anchieta, que também teve uma parte interditada na terça-feira, 1º, em um outro protesto contra o presidente Michel Temer, houve bloqueio da pista sentido capital. Por volta das 6h40 manifestantes atearam fogo em pneus no km 23 da rodovia, na altura de São Bernardo do Campo. O tráfego foi desviado para o centro da cidade, por uma alça de acesso que fica pouco antes do km 23, informou a concessionária do trecho, a Ecovias.

A pista foi totalmente liberada por volta das 7h20. No local estavam viaturas da Ecovias, do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal. 

Na Rodovia Regis Bittencourt, que liga São Paulo ao Paraná,  as duas pistas foram bloqueadas por manifestantes por volta das 7 horas. Houve queima de pneus no sentido capital e no sentido Paraná, no km 273, na altura do município de Taboão da Serra. A pista sentido Região sul foi liberada logo, por volta das 7h15, informou a concessionária do trecho da rodovia. Já a pista sentido São Paulo ficou cerca de 40 minutos bloqueda. Não houve desvio de veículo e há registro de congestionamento, agora um reflexo do bloqueio. 

Os manifestantes interditam o km 209 da rodovia Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro. A via sentido o Estado carioca está livre, mas na direção São Paulo houve queima de pneus. 

Mais conteúdo sobre:
Protesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.