Protesto no RJ contra corrupção tem baixa adesão

O Rio vai passar vergonha, é isso?" A pergunta foi feita pelo estudante Mateus Mendonça, com notável desapontamento, na escadaria do Palácio Pedro Ernesto, na Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro, hoje. Desarticulado, o movimento anti-corrupção não conseguiu quorum tão vistoso quanto o de São Paulo e o de Brasília. Às 15h, eram poucos os cariocas que se mostraram dispostos a protestar, em um feriado de sol, contra os abusos das autoridades políticas do País: apenas 50 pessoas participaram.

PATRÍCIA VILLALBA, Agência Estado

07 de setembro de 2011 | 19h58

"Havia pelo menos quatro grupos chamando as pessoas para a manifestação de hoje, e a ação acabou dividida entre a manhã e a tarde", disse Mateus, um dos organizadores do movimento Nas Ruas. Marcaram presença na passeata ainda os movimentos Os Caras-Pintadas, Anônimos e Dia do Basta. "Na verdade, foi um movimento espontâneo. Mas já conversamos e vamos nos organizar melhor para o próximo protesto, no dia 20", prometeu o estudante Bruno Cardoso, do Nas Ruas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.