Protesto em Paris reúne 40 manifestantes

Cerca de 40 pessoas participaram ao longo deste domingo, 12, de uma manifestação realizada em Paris contra a corrupção, pela reforma política e em solidariedade aos protestos no Brasil. O grupo, que há havia se mobilizado em março, reuniu-se próximo à embaixada brasileira na França e, com gritos de ordem, pediu mudanças no sistema político.

ANDREI NETTO, CORRESPONDENTE, Estadão Conteúdo

12 Abril 2015 | 18h14

A manifestação aconteceu por volta de 17h - 12h de Brasília -, em Alma Marceau, próximo ao centro de Paris. O horário foi determinado pela polícia para não coincidir com a maratona que foi realizada hoje na capital francesa.

Segundo uma das organizadoras do movimento, a advogada Mariana Camargo, de 26 anos, o protesto reuniu mais ou menos o mesmo número de pessoas que participaram do anterior, entre brasileiros radicados na França e turistas que passeavam pela região e decidiram se juntar ao grupo. Os manifestantes entoaram slogans como "Brasil, nação, chega de corrupção" e empunharam cartazes de "Fora Dilma", "Chega de corrupção" e "Fim do populismo e da corrupção na América Latina". Mas houve também quem portasse também mensagens pedindo um golpe militar. "SOS Intervenção constitucional militar já para o Brasil". "O que as pessoas pediram foi menos corrupção, reforma política", afirmou Mariana.

Sobre o número pequeno de manifestantes, a advogada disse não ser o mais importante. "Uma pessoa já é melhor do que ninguém. Se acreditamos que algo tem de mudar, mas não nos mexemos, não adianta reclamar no Facebook", pregou. "Não dá para não fazer nada. São as pequenas ações que mudam as coisas."

Mais conteúdo sobre:
protestosParis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.