Protesto de servidores ligados à CUT reúne 300 em SP

Pouco mais de 300 servidores públicos municipais, estaduais e federais protestaram hoje à tarde no vão livre do Masp, na avenida Paulista, no centro de São Paulo, para cobrar das três esferas do Poder Executivo reajustes salariais. O movimento é organizado pela CUT e envolve servidores das áreas de saúde, educação, transporte, seguridade social, entre outros.Segundo o secretário da CUT-SP, Flávio de Souza Gomes, "os servidores dos três níveis do Executivo sofrem da mesma restrição da Lei de Responsabilidade Fiscal". Ele cobrou a criação da "Lei de Responsabilidade Social para melhorar os salários do servidores e assim aperfeiçoar o serviço público do País". O sindicalista admitiu que pretendia reunir mais de mil servidores no protesto. Ele culpou o frio e protestos de outras categorias pela pouca adesão. Por causa disso, foi cancelada a caminhada até a praça da República.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.