Protesto contra Yeda reúne 2 mil pessoas

Cerca de 2 mil pessoas participaram ontem de protesto contra o governo de Yeda Crusius (PSDB) diante do Palácio Piratini. Reunidos por 16 entidades sindicais, estudantis e de movimentos sociais, os manifestantes levavam faixas e adesivos e gritavam palavras de ordem como "Fora Yeda" e "Fora Feijó", referência ao vice-governador Paulo Afonso Feijó (DEM). Na Assembléia, a CPI que apura fraude de R$ 44 milhões no Detran cancelou sua última sessão de depoimentos. Marcelo Cavalcante, ex-chefe da representação do governo em Brasília, não pôde ser notificado e não apareceu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.