Protesto contra corrupção leva vassouras à Copacabana

Um dos principais cartões postais do Rio, a praia de Copacabana amanheceu hoje com 594 vassouras pintadas de verde e amarelo fixadas na areia. A manifestação foi produzida pela organização não-governamental Rio de Paz e tinha como objetivo apelar ao Congresso Nacional para ajudar a "varrer a corrupção do Brasil", conforme explicou um cartaz exposto no local. A entidade aderiu ao ato Todos Juntos Contra a Corrupção - Compartilhe Honestidade, que ocorre amanhã, a partir das 17h, na Cinelândia, no Centro do Rio. A manifestação de amanhã também contará com o apoio da OAB, da ABI, da ONG Contas Abertas, entre outras entidades.

ALFREDO JUNQUEIRA, Agência Estado

19 Setembro 2011 | 18h31

A quantidade de vassouras fixadas na manifestação da Rio de Paz representa o número de congressistas do País: 513 deputados e 81 senadores. Para o presidente da ONG, Antonio Carlos Costa, o trabalho de combate à corrupção tem que começar no Congresso. "A ideia não é enxovalhar a instituição, que é muito importante para a democracia. É verdade que hoje é difícil contar o número de parlamentares lúcidos e corretos, mas o Congresso tem que dar o exemplo", afirmou Costa, cuja ONG tem como objetivo principal a luta pela redução no número de homicídios no País. "É importante ficar claro que o produto final da corrupção é a morte. O dinheiro é desviado muitas vezes de hospitais, escolas, obras de infraestrutura"argumentou o presidente da Rio de Paz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.