Prorrogada prisão de policiais suspeitos no caso Lobão

Foi prorrogada hoje por mais cinco dias a prisão provisória de quatro policiais do 40º DP, suspeitos de envolvimento com o contrabandista Roberto Eleutério da Silva, o Lobão. No último dia 4 a juíza Ivana David Boriero, do Departamento de Inquéritos Policiais, havia decretado a prisão provisória por cinco dias dos investigadores Flávio Rodrigues e Luiz Antonio Marques de Sá, do agente policial Genésio Valente e do escrivão JoséAugusto Santana. Quando o prazo estava prestes a expirar a juíza prolongou a prisão por mais cinco dias, a pedido do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual. Eles são suspeitos de tentar extorquir dinheiro de uma transportadora de combustíveis do interior para que a empresa não sofresse rigorosa fiscalização. Estão sendo investigados por crimes de formação de quadrilha e concussão (corrupção de funcionário público).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.