Proposta de reforma tributária não basta para a indústria

A proposta do governo para a reforma tributária é insuficiente para atender as necessidades do País, disse o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), deputado federal Armando Monteiro Neto (PMDB-PE). "Não estamos contra a proposta, mas devemos lutar para aperfeiçoá-la e ampliar o número de pontos positivos?, afirmou.Segundo Monteiro Neto, a questão da cumulatividade de alguns impostos deve ser revista. Ele citou como exemplo o Imposto sobre Serviços (ISS) e a CPMF. O presidente da CNI também defendeu a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no destino, para acabar com as alíquotas interestaduais e com a questão de exportação de tributos. ?É importante que a cobrança do ICMS ocorra no destino", disse. Ele destacou que pretende ampliar o alcance da proposta do governo e por isso a entidade está preparada para sugerir emendas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.