Proposta agora é por mínimo de R$ 205

Os líderes dos partidos da base governista no Congressoestariam dispostos a concordar com a aprovação de um aumento do salário mínimo para R$ 205,00, informaram parlamentares presentes a uma reunião dessas lideranças na residência do presidente da Câmara, deputado Aécio Neves (PSDB-MG). Até agora, os governistas concordavam com um reajusteque elevasse o mínimo para R$ 200,00. A palavra final sobre o novo valor proposto será do presidente Fernando Henrique Cardoso, que se encontra em Montevidéu. O líder dogoverno, deputado Arnaldo Madeira (PSDB-SP), está encarregado de fazer contato com ele, por telefone. Uma elevação para R$ 205,00 - que também o PT estaria disposto a aceitar - significaria um custo adicional de R$ 750 milhões por ano à Previdência Social, mas poderia resolver o impasse em torno da tramitação da proposta orçamentária para 2002. O relatório-geral sobre a proposta não foi votado até agora, porque os partidos de oposição estão fazendo obstrução com o objetivo de conseguir para o salário mínimo um reajuste superior a R$ 200,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.