Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Promotor entra com nova ação contra Cassio Taniguchi

O promotor eleitoral de Curitiba, Valclir Natalino da Silva, entrou hoje com nova ação contra o prefeito Cassio Taniguchi (PFL), alegando abuso do poder econômico durante a eleição de 2000, quando foi reeleito. O promotor pede antecipação de tutela para considerar nula a diplomação, com a conseqüente cassação do mandato do prefeito e de seu vice, Beto Richa, que é candidato a governador do Paraná. "Temos prova documental de abuso do poder econômico", afirmou o promotor. A prova seria um livro-caixa entregue ao Ministério Público pelo ex-tesoureiro da coligação que reelegeu Cassio, Francisco Paladino Júnior. "É documento autêntico e original", disse Silva. Por esse livro-caixa, não teriam sido declarados ao Tribunal Regional Eleitoral o gasto de R$ 29,8 milhões. "Também temos notas fiscais que comprovam gastos superiores aos declarados", alegou o promotor.Segundo ele, caso a ação seja aceita, o prefeito e seu vice perdem os direitos políticos por 3 anos a partir da data da eleição. Por isso, ele pediu a antecipação de tutela, com pedido alternativo de liminar, para que Cassio e Richa sejam afastados imediatamente. O advogado Olivar Coneglian, que representa o prefeito e o vice, informou, por meio da assessoria de imprensa da prefeitura, que somente se pronunciará nos autos, quando for intimado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.