Promotor de Justiça tem alta médica após ser baleado em MG

Entidades realizam nesta sexta-feira uma manifestação em repúdio ao atentado sofrido por Marcus Vinícius Ribeiro

Renne Moreira, especial para O Estado, O Estado de S. Paulo

26 Fevereiro 2015 | 16h36

Franca- Já está em casa o promotor de Justiça de Minas Gerais Marcus Vinicius Ribeiro Cunha, de 33 anos. Ele recebeu alta médica na noite desta quarta- feira, 25, depois de ficar cinco dias internado no Hospital Santa Clara, em Uberlândia (MG). De acordo com os médicos, o paciente teve evolução após a retirada de um dreno no tórax.

Apesar da liberação, ele deve continuar em tratamento e a constantes sessões de fisioterapia. O promotor levou três tiros em Monte Carmelo (MG), que teriam sido disparados pelo filho de um vereador que teve o mandato cassado após uma ação de sua autoria. O atirador esperou o momento em que ele saía do plantão no Ministério Público e efetuou 15 disparos contra seu carro.

Marcus Vinícius Ribeiro conseguiu ainda descer do veículo e correr até um restaurante onde pediu ajuda. Os dois envolvidos, Juliano Aparecido de Oliveira, de 22 anos, e seu pai -o ex-vereador Valdelei José de Oliveira, de 49 anos, estão presos. O rapaz teria assumido o crime, enquanto que o político nega qualquer envolvimento.

 Protesto. Nesta sexta-feira, 27, entidades do Ministério Público irão realizar ato público em defesa da atuação do órgão e em repúdio ao atentado sofrido pelo promotor. A mobilização está sendo organizada pela Associação Nacional dos Membros do Ministério Público, com o apoio de várias outras entidades, entre elas o Conselho Nacional dos Procuradores de Justiça e o Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas.

 A manifestação está marcada para as 13h, no Center Convention, que fica na avenida João Naves de Ávila, em Uberlândia. Entre outros, é esperada a presença do procurador-geral da República, Rodrigo Janot Monteiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.