Promotor acusa Maluf de "desviar foco das investigações"

O promotor Silvio Antônio Marques, da Cidadania, acusou hoje o ex-prefeito Paulo Maluf (PPB) de tentar "desviar o foco das investigações" com as tentativas de processar o Ministério Público por suposto vazamento de informações sigilosas. Hoje, a assessoria de imprensa de Maluf divulgou nota informando que o ex-prefeito teria enviado à Justiça fitas com gravações de noticiário de televisão, supostamente comprovando que Marques quebrara o sigilo de Justiça.De acordo com a nota, "o promotor Sílvio Marques passou a jornalistas, de forma distorcida, dados da quebra do sigilo telefônico, bancário e fiscal do ex-prefeito Paulo Maluf e de pessoas de sua família". Marques garante que isso "jamais aconteceu". "A informação não procede porque jamais revelei qualquer informação que pudesse vir dos documentos referentes à quebra do sigilo telefônico de Paulo Maluf", argumenta o promotor.Na semana passada, dados de um relatório sigiloso enviado por Marques para o juiz Maurício Lemos Porto Alves foram publicados pelo jornal O Estado de São Paulo. O relatório informava ao juiz sobre ligações de Maluf e de seus familiares para bancos suíços. "Não fui eu quem vazou estas informações e toda a movimentação que se fez depois foi por causa deste vazamento, que agora já é do conhecimento de toda a imprensa", disse Marques. "Mas não vamos cair na estratégia de Paulo Maluf, continuaremos investigando."Na nota divulgada hoje, a assessoria do ex-prefeito afirma: "Paulo Maluf reitera mais uma vez que nem ele ou familiares tem ou tiveram contas bancárias ou investimentos em qualquer lugar do exterior. Tanto é assim que depois de três meses que as primeiras falsas notícias sobre isso foram divulgadas, ninguém conseguiu provar nada sobre o assunto, simplesmente porque nada existe para provar sobre aquilo de que ele e parentes são criminosamente acusados.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.