Projetos discriminam Norte e Nordeste, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que muitos deputados do Norte e Nordeste votam projetos de interesse do Sul e Sudeste por causa do poder de pressão da parte mais rica do País. "É uma coisa contraditória. Vocês percebem que nem tudo é resolvido pela maioria. Se for fazer uma somatória do Congresso, vão perceber que a maioria dos parlamentares é do Norte e Nordeste", disse o presidente na reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), que debate a proposta de Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), elaborada pelo Ministério da Integração Nacional.Lula relatou que os próprios parlamentares do Norte e Nordeste acusam que a maioria das políticas desenvolvidas é para ajudar o Sul e o Sudeste. "Eu acho que cada governador deve brigar para seu Estado e sua cidade mas nós temos de brigar pelo País", defendeu. Lula disse que "cheira a irracionalidade notícias publicadas nos jornais sobre governadores do Sudeste que reclamam de recursos repassados para o Norte e Nordeste". O presidente avaliou que as regiões mais desenvolvidas do País já tiveram todas as vantagens ao longo das últimas décadas, recebendo mais atenção do governo federal. Ele defendeu a intervenção do Estado no desenvolvimento de regiões carentes e em obras como a transposição das águas do Rio São Francisco, a melhoria da BR-101, do trecho Natal-Salvador, e a construção da Transnordestina. Ele fez uma mea-culpa lembrando que nos anos 80 se opôs à construção da ferrovia norte-sul. "De vez em quando cometemos erros de paixões", reconheceu. Lula, ao discursar para representantes do CDES, também rebateu críticas de setores da sociedade que o acusam de olhar o País com olhos de dirigente sindical, atendendo corporações e interesses de classe. "Quando eu era dirigente sindical, meu único interesse eram os metalúrgicos. O mundo para mim se resumia aos metalúrgicos, agora que sou presidente o mundo se resume ao Brasil", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.