Projeto do Orçamento Impositivo pode ser votado nesta quarta-feira

'Este toma-lá-dá-cá de muitos governos, de muitos anos, acaba na quarta-feira à noite', disse presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN)

Daiene Cardoso, O Estado de S. Paulo

05 de agosto de 2013 | 18h37

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), disse nesta segunda-feira, 5, que, no que depender dele, o projeto do Orçamento Impositivo será votado em primeiro turno na próxima quarta-feira, 7. "Este toma-lá-dá-cá de muitos governos, de muitos anos, acaba na quarta-feira à noite, na Câmara dos Deputados", declarou.

O projeto deve ter seu relatório apreciado nesta terça, 6, na Comissão Especial. Apesar da discordância do governo, a proposta faz parte da promessa de campanha de Alves quando se candidatou à presidência da Câmara.

O projeto obriga o Executivo a pagar as emendas parlamentares. Hoje, a execução dessas emendas depende de negociação e da boa-vontade do governo. De acordo com Alves, há previsão de que o projeto siga para votação em plenário no dia seguinte à aprovação na Comissão Especial. Ou seja, a ideia dele é concluir a votação em plenário na quarta-feira.

Perguntado sobre declarações do presidente do PT, deputado estadual Rui Falcão (SP), sobre a possibilidade de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em substituição a Dilma Rousseff, Alves rechaçou a possibilidade. "Sendo PMDB, como sou, que eu conheço, não existe esse cenário", comentou o presidente da Câmara, destacando que a atual situação, apesar de divergências do seu partido, é de fortalecer a candidatura à reeleição da presidente Dilma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.