André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Projeto da desoneração será votado quando trancar a pauta, diz Renan

Em entrevista na chegada ao gabinete, Renan disse que há uma preocupação evidente com a reoneração da folha de pagamento

Ricardo Brito, O Estado de S. Paulo

05 de agosto de 2015 | 18h00

Brasília  - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou nesta tarde que o projeto que trata da desoneração da folha de pagamento de setores da economia será apreciado pela Casa quando começar a trancar a pauta do plenário. Mais cedo, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, fez um novo apelo para a aprovação imediata da proposta pelo Senado a fim garantir um reforço de caixa parra o governo ainda em 2015.

Em entrevista na chegada ao gabinete, Renan disse que há uma preocupação evidente com a reoneração da folha de pagamento. Segundo ele, a medida pode dificultar o reaquecimento da economia. De acordo com o andamento do projeto, a matéria, que tramita em regime de urgência, começará a trancar a pauta de votações do plenário a partir do dia 26 de agosto.

O Estado apontou nesta quarta que o presidente do Senado iria esperar até o prazo limite para discutir o texto. "Mas ela (a proposta) está no prazo", assegurou Renan. O PMDB do Senado resiste a aprovar o texto que veio da Câmara que permitiu a adoção de uma série de exceções para setores da economia na política de desoneração. Os senadores do partido defendem que a mudança da tributação seja linear para todos. Contudo, o impasse atrasa a sanção do texto e a equipe econômica já admite que os efeitos fiscais da medida devem ficar para o ano que vem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.