Proibida criação de manicômios públicos

O presidente Fernando Henrique Cardoso sancionou hoje, no Palácio do Planalto, a lei que proíbe a criação de manicômios públicos e que acaba gradualmente com os que ainda existem. Na solenidade, o presidente ressaltou o empenho do ministro da Saúde, José Serra. "O que o Ministério tem feito é uma transformação profunda na saúde do País", afirmou o presidente, atribuindo o sucesso no setor à "quase obsessão" do ministro José Serra.Fernando Henrique não deixou de destacar, também, o trabalho de outro ministro tucano, Paulo Renato Souza, da Educação. Ao se referir à recente pesquisa do IBGE sobre dados sociais no Brasil, nos últimos sete anos, Fernando Henrique destacou a redução da mortalidade infantil e do analfabetismo.Segundo ele, as desigualdades sociais, apontadas na pesquisa, sempre existiram e o governo está "mexendo" nas políticas sociais para que essas desigualdades diminuam. "Os brasileiros não devem se perder no choro do que está mal", recomendou o presidente, acrescentando que o governo está atuando. ?Estamos atacando problemas onde eles não repercutem. Ninguém fica sabendo o que está acontecendo no fundão do Brasil", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.