Programas sociais são prioridade em 2015, diz Belchior

A ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, afirmou nesta terça-feira, 15, que as prioridades do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2014 são o Brasil sem Miséria, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e o Minha Casa Minha Vida.

LAÍS ALEGRETTI, ADRIANA FERNANDES E RENATA VERÍSSIMO, Agência Estado

15 de abril de 2014 | 13h01

Caso o Congresso Nacional não aprove o Orçamento do próximo ano até 31 de dezembro, segundo Miriam, o Executivo propôs regras de execução. "Estamos levando novamente a proposta de liberação da execução dos investimentos. É unanimidade no pais importância do investimento, que, juntamente com o consumo, garante crescimento sustentável", afirmou. "O País precisa que os investimentos não sofram restrições"

O Executivo propõe, segundo Miriam, que algumas despesas tenham 100% de liberação se o Orçamento não tiver sido aprovado até o ano começar. Entre os itens apresentados, três deles não estavam contidos no projeto do ano passado: investimentos do Ministério da Educação, do PAC e de empresas estatais.

Outros são despesas obrigatórias, bolsas de estudo, financiamento ao estudante, aplicação mínima em saúde, ações de prevenção a desastres, formação mínima de estoque público. "Acreditamos que orçamento será aprovado até o final do ano, mas fizemos regra de excepcionalidade", disse.

Mais conteúdo sobre:
Planejamento2015Miriam Balchior

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.