Programação de Lula na Ucrânia surpreende imprensa

O Palácio do Planalto e o Itamaraty surpreenderam a imprensa hoje ao divulgar o encontro entre os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e o ucraniano Leonid Kutchma, em Kiev, amanhã, entre 6h35 e 8 horas. Até o início da noite de ontem, o Itamaraty e o Palácio do Planalto mencionavam oficialmente apenas uma parada técnica em Kiev, para reabastecimento da aeronave que conduz o presidente a Pequim, na China, onde fará uma visita oficial. Segundo o embaixador do Brasil em Kiev, Renato Marques, a reunião foi sugerida pelo próprio presidente Kuchma, ao tomar conhecimento da escala técnica. Ele pretende retribuir a cortesia com que foi recebido no Brasil por Lula em outubro do ano passado. Marques explicou que os acertos para esse encontro foram concluídos nos últimos três dias. Lula será recebido pelo presidente Kuchma no Monastério Lavra, construído no século 11.Ambos seguirão para uma visita aos principais sítios arqueológicos de Kiev, como as catedrais de São Miguel e Santa Sofia, e ao monumento à 2ª Guerra Mundial. A delegação brasileira será encaminhada ao Palácio Mariinskyi, a sede protocolar do governo local, para o café-da-manhã entre Lula e Kuchma. No evento, cada ministro brasileiro se sentará ao lado de sua contraparte ucraniana. Segundo Marques, o evento deverá ser caracterizado como uma visita de cortesia. Não serão, portanto, assinados acordos entre os dois países. Um dos temas de maior interesse bilateral, entretanto, é a implementação do acordo de cooperação espacial, assinado em outubro do ano passado, e que ainda está em tramitação no Congresso Nacional brasileiro. Esse acordo prevê a cooperação ucraniana na reconstrução da Base de Lançamento de Satélites de Alcântara, no Maranhão. O presidente Lula deverá embarcar para a China às 8 horas.Veja o roteiro da viagem

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.