Programa de Serra defende continuidade

O candidato do PSDB a prefeito de São Paulo, José Serra, lançou nesta segunda-feira (15) um plano de governo que propõe a continuidade de projetos em andamento, defende o legado que será deixado pela gestão de Gilberto Kassab (PSD) e apresenta novos programas, classificados como inovadores. O material foi elaborado com o auxílio de funcionários de alto escalão da Prefeitura, com o objetivo de adequar as propostas ao orçamento de 2013.

BRUNO BOGHOSSIAN E RICARDO CHAPOLA, Agência Estado

16 de outubro de 2012 | 11h40

A equipe de Serra apresentou um documento que defende a manutenção e a ampliação de marcas da atual gestão: o Programa Cidade Limpa, o Atendimento Médico Ambulatorial (AMA), as operações urbanas, o Programa Remédio em Casa e a Operação Delegada. Foram priorizados projetos cujo atendimento recebeu boa avaliação dos paulistanos em pesquisas de opinião.

Os tucanos também tentaram apresentar Serra como um político capaz de desenvolver projetos inovadores. Receberam destaques o atendimento integrado de saúde, à criação de redes de serviços públicos e à informatização da gestão municipal.

"Evitamos ter propostas com nomes pomposos ou com pegada ?publicitária?. São Paulo precisa de um conjunto de ações factíveis e bem articuladas entre si. Foram trabalhadas metas e observadas questões orçamentárias", disse o coordenador do programa, Hubert Alquéres.

Serra não pretendia lançar um documento compilado com seus planos para a Prefeitura, mas decidiu fazê-lo nesta segunda, a 13 dias do 2.º turno, para evitar que Haddad usasse seu próprio programa como um ativo eleitoral.

Entre os principais pontos do programa de Serra estão projetos de atenção a crianças e idosos, nos moldes do Mãe Paulistana - bandeira da passagem do tucano pela Prefeitura (2005-2006).

Um dos projetos é o Primeira Infância Paulistana, inspirado em políticas públicas desenvolvidas pelo presidente americano Barack Obama, com foco em crianças de até 3 anos. O objetivo é integrar o atendimento infantil nas áreas de saúde, educação e assistência social. Em formato similar, a equipe de Serra também propõe a criação do programa Idoso Paulistano, para a terceira idade. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.